julho 2020 Passageiros entram na luta contra o vírus, diz pesquisa da IATA

Pelo mundo afora, os aeroportos também vão adotando medidas para retomar as atividades e, segundo uma pesquisa da International Air Transport Association (IATA), eles podem contar com a ajuda dos próprios passageiros. A IATA Covid-19 Passenger Survey, pesquisa feita pela entidade, foi realizada na primeira semana de junho, em 11 países  (Austrália, Canadá, Chile, França, Alemanha, Índia, Japão, Singapura, UAE, Reino Unido e EUA), para ajudar o setor aéreo a entender e responder às principais preocupações dos passageiros em relação à covid-19.

De acordo com os resultados, boa parte deles está disposta a exercer algum papel na tarefa de tornar as viagens aéreas mais seguras: 43% disseram que pretendem se submeter à checagem de temperatura; 42% são favoráveis ao uso de máscaras; 40% preferem fazer o check-in online para evitar interações no aeroporto; 39% afirmam estar dispostos a fazer testes para covid-19 antes da viagem, e 38% dizem que higienizariam seus próprios assentos no terminal.

A pesquisa mostra ainda que 77% dos entrevistados passaram a lavar as mãos com mais frequência, 71% estão evitando reuniões com muitos participantes e 67% usam máscaras em ambientes públicos. A sondagem revela que 58% estão evitando viagens de avião, enquanto 33% dão indicativos de que vão continuar evitando no futuro para reduzir o risco de contágio.

As maiores preocupações dos entrevistados em relação aos aeroportos são:

  1. Estar em um ônibus ou trem lotado no transporte até a aeronave (59%)
  2. Enfrentar filas no check-in e nas áreas de segurança, controle de imigração e embarque (42%)
  3. Usar os banheiros do aeroporto e dos restaurantes do terminal (38%)
Associados Dados do setor Contato

SHS Quadra 06, Complexo Brasil 21
Torre A, Sala 207 Asa Sul, Brasília
CEP: 70.316-102
Telefone: (61) 3039-9561

Sigam-nos!
© 2019 ANEAA - Todos os direitos reservados