Dados
do Setor
Satisfação do passageiro Infraestrutura
Sobre a ANEAA

O Brasil empreendeu nos últimos anos profundas mudanças que conduziram o sistema aeroportuário a um novo tempo. Graças ao novo modelo de concessões, criado para dar resposta aos megaeventos realizados no País entre 2014 e 2016 e ao formidável aumento da demanda por viagens aéreas, foram construídos novos terminais e aeroportos que já são referência na América Latina.

Saiba mais
Airport News
Aeroportos brasileiros estabelecem plano de continuidade

Os aeroportos brasileiros preparam as suas operações para o novo normal, assim que as medidas de quarentena forem abrandadas e a atividade começar a recuperar parte do fluxo de movimentação perdido para a pandemia de covid-19. A retomada das operações irá se basear na confiança e na percepção do passageiro de que os aeroportos são espaços seguros.

A elaboração do plano segue recomendação da ACI – LAC Airports Council International para a América Latina e Caribe, que incentiva os aeroportos a trabalharem em estreita colaboração com governos e entidades no sentido de encontrar medidas que evitem a propagação da covid-19.

Dessa forma, todos os associados da Aneaa já estão seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) emitidas em março e abril e as recomendações da Anvisa, que acaba de emitir a Nota Técnica 101/2020, com medidas sanitárias a serem adotadas em aeroportos e aeronaves.

Entre os compromissos assumidos pelos aeroportos, destacam-se:

    • a intensificação dos procedimentos de limpeza, assegurando que os banheiros disponham de sabonete líquido e água corrente para estimular a correta higienização das mãos, além de papel toalha para secagem adequada;
    • a ampliação da disponibilidade de dispensadores de álcool em gel (sistematicamente higienizados) em todo o espaço do terminal;
    • o distanciamento social conforme identificado nos aeroportos, sobretudo nos espaços com mesas para refeições e nos momentos de filas para check-in, raio-X e embarque;
    • manutenção dos sistemas de climatização central com renovação de ar aberta e na máxima capacidade (nos locais sem renovação de ar, especialmente com aparelhos do pó split, portas e janelas ficam abertas);
    • exigência de uso de máscaras, conforme recomendado pela Anvisa e Ministério da Saúde por passageiros e funcionários;
    • a desinfecção de áreas após cada voo (fingers, escadas, ônibus etc);
    • a organização dos fluxos de movimentação de passageiros nacionais e internacionais,
    • e a medição de temperatura das pessoas nos terminais.

Além disso, continuam válidas todas as medidas preventivas de higiene contra a covid-19, como lavagem frequente e higienização das mãos com água, sabonete e álcool em gel e a etiqueta respiratória: usar lenço descartável para higiene nasal, cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar e a divulgação de material informativo com essas medidas.

saiba mais
ACI – Europe lista medidas para retomada

As medidas do Plano de Continuidade no Brasil estão em linha com outro documento, desta vez emitido pela ACI – Airports Council International – Europe – Associação Internacional dos Aeroportos – Europa. No âmbito do projeto Off the Ground, a entidade lançou o Mapping Sanitary Measures at Airports, onde pontua diversas iniciativas que serão adotadas para a retomada dos terminais aeroportuários com a redução gradual do isolamento social em todo o mundo.

Extenso, o documento reúne diversas medidas, com as respectivas análises e tempo para implementação, divididas em nove sessões temáticas:

    1. Limpeza e desinfecção
    2. Distanciamento social
    3. Uso de máscaras para passageiros em chegadas e partidas
    4. Soluções de TI
    5. Medidas para funcionários
    6. Triagem de entrada e saída
    7. Testagem rápida
    8. Imunidade
    9. Comunicações

“Assim como todos fazem em suas vidas diárias, precisamos nos adaptar continuamente para operar nossos aeroportos e proteger os meios de subsistência de maneira a reduzir ao máximo os riscos de transmissão [da covid-19]. Isso significa olhar para a combinação mais eficaz de medidas, que devem ser totalmente coerentes em todos os meios de transporte e atividades turísticas”, diz Olivier Jankovec, diretor-geral da ACI Europe.

saiba mais
China usa QR code de saúde e medição de temperatura para liberar viagens

Nos aeroportos chineses, na hora do embarque, além de exibir a identificação e o cartão de embarque, os passageiros precisam mostrar também os seus health QR codes, uma tecnologia baseada nos sistemas de pagamento por celular com três classificações: verde, amarela e vermelha.

Só os QR codes verdes estão autorizados a viajar. Os amarelos precisam cumprir quarentena de uma semana e os vermelhos, de duas. Outro procedimento antes da partida é a checagem da temperatura dos passageiros, que é feita constantemente em diversos pontos do terminal.

As demais medidas de distanciamento social e uso de máscaras e EPIs também são amplamente praticadas em todas as áreas dos aeroportos chineses.

saiba mais
Dubai realiza testes de covid-19 em passageiros

O Aeroporto Internacional de Dubai está realizando testes rápidos de covid-19 em funcionários e passageiros que chegam, além de testes rápidos e de padrão PCR para os que partem do seu terminal, responsável por quase 90 milhões de passageiros e mais de 240 conexões.

Seguindo as melhores práticas internacionais e exigências das autoridades sanitárias dos Emirados Árabes Unidos, o Dubai Airports estabeleceu diversas medidas divididas em seis principais áreas – operacionais, higiênicas, distanciamento social, triagem de segurança, comunicação e RH.

Entre as iniciativas que envolvem os recursos humanos, destacam-se a redução de reuniões presenciais – substituídas por briefings em espaços abertos e videoconferências – e a distribuição de alimentos às equipes para evitar que elas precisem sair para fazer refeições.

saiba mais
Clique aqui para ver mais notícias
ANEAA nas redes sociais
Sigam-nos!
Associados Dados do setor Contato

SHS Quadra 06,
Complexo Brasil 21
Torre A, Sala 207
Asa Sul, Brasília
CEP: 70.316-102
Telefone: (61) 3039-9561

Sigam-nos!
© 2019 ANEAA - Todos os direitos reservados