Sobre a

O Brasil empreendeu nos últimos anos profundas mudanças que conduziram o sistema aeroportuário a um novo tempo. Graças ao novo modelo de concessões, criado para dar resposta aos megaeventos realizados no País entre 2014 e 2016 e ao formidável aumento da demanda por viagens aéreas, foram construídos novos terminais e aeroportos que já são referência na América Latina.

A Associação Nacional das Empresas Administradoras de Aeroportos (ANEAA), pessoa jurídica de direito privado com sede e foro em Brasília-DF e criada em julho de 2013, é uma instituição sem fins lucrativos cuja missão é  defender os interesses legítimos das empresas associadas que administram os novos sítios aeroportuários. A entidade trabalha em prol do desenvolvimento do setor aeroportuário brasileiro, contribuindo para a continuidade do processo de melhorias já realizado no setor e difundindo informações sobre a gestão eficiente dos aeroportos em benefício não só do desenvolvimento das empresas associadas, mas também da experiência dos usuários dos aeroportos.

Com a primeira fase de licitações para as concessões dos sítios aeroportuários, a ANEAA foi constituída pelas corporações Inframerica Concessionária do Aeroporto de Brasília S.A, Concessionária do Aeroporto Internacional de Guarulhos S. A e pela Aeroportos Brasil Viracopos S.A., as três primeiras concessões do novo modelo. A partir da segunda rodada de licitações realizada em 2013 para concessão dos aeroportos do Galeão e de Belo Horizonte, a ANEAA recebeu, em 2014, três novos associados: a Concessionária do Aeroporto Internacional de Confins, a Concessionária do Aeroporto do Rio de Janeiro e a Inframerica Concessionária do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante S.A.

O conjunto das seis concessionárias que administram os aeroportos concedidos pelo prazo de até 30 anos respondem pelo pagamento de outorgas ao poder público no montante global de aproximadamente R$ 43,5 bilhões. Juntas, elas estão investindo quase R$ 28,5 bilhões na modernização e reformas dos aeroportos existentes.

Diretoria Estatutária Dyogo Oliveira

Dyogo Henrique de Oliveira é formado em Economia, especialista em Comércio
Exterior, Negociações Internacionais e Câmbio pela Fundação Getúlio Vargas
(FGV) e mestre em Ciências Econômicas pela Universidade de Brasília (UnB).
Atuou como Coordenador-geral de Análise Setorial, Secretário-Adjunto de
Política Econômica e Secretário Executivo no Ministério da Fazenda. Foi
Ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão de 2016 a 2018 e
Presidente do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social
de 2018 a 2019. Tem também atuações como conselheiro do Conselho Nacional de
Seguros Privados (CNSP) e do Conselho Nacional de Previdência Complementar
(CNPC) e como presidente do Conselho de Administração do Banco do Nordeste e
presidente do Conselho da Cobra Tecnologia.

Saiba mais
Douglas Almeida

Douglas Rebouças de Almeida é formado em Administração pela, com MBA
Executivo pela ESPM e com cursos continuados de especialização em
Contabilidade Financeira e Gerencial, Quality Lead Assessor – International
e Relatório de Controles Internos. Atuou em funções de RH, Planejamento
Estratégico e Governança Corporativa em áreas de Telecomunicações, Educação,
Concessões Rodoviárias e Aeroportuárias.

Saiba mais
Associados Dados do setor Contato

SHS Quadra 06,
Complexo Brasil 21
Torre A, Sala 207
Asa Sul, Brasília
CEP: 70.316-102
Telefone: (61) 3039-9561

Sigam-nos!
© 2019 ANEAA - Todos os direitos reservados